mario ferraro is a composer, pianist, choir conductor and music director/producer in the fields of popular music, theatre and film/video documentary, having worked with some of the most renowned brazilian artists for nearly two decades. since he won the "camargo guarnieri" national competition in 2005, he has become a prominent figure in the scene of brazilian contemporary classical music.


his international career has been widely developed during his stay in london for his doctorate in music at city university, london (2007-2012), and many of his works have been premiered there, including the chamber opera the moonflower, in 2011.


celebrated for his lyricism and colourful imagination, ferraro's music has been played all over the world, by musicians from the london sinfonietta, the royal academy of music, the london symphony orchestra, the nieuw ensemble of amsterdam, the villa-lobos quintet, among others, and has featured at 6 editions of the biennial festival of brazilian contemporary music, in rio de janeiro.


in 2012, the composer won a prize from the secretariat of culture of rio de janeiro state for the commission of a musical multimedia project guanabara - pictures for orchestra, inspired on the guanabara bay’s ecosystems.


his first opera for children, ahaiyuta and the cloud eater, was premiered in london, and had its brazilian version performed in rio de janeiro during the 11th festival internacional intercâmbio de linguagens, in september 2013.


winner of two awards at the 2014 “funarte” classical composition contest, with the works trapézio (trapeze, a sextet) and sambaquis (shell-mounds, for piano duo), both premiered during the xxi biennial festival of brazilian contemporary music, in october 2015.


the composer presented medea, his third opera, during the 1st bienal de opera atual, in Rio de Janeiro, september 2016.


since 2003 mario ferraro is teacher of music at the federal university of rio de janeiro - colégio de aplicação.





mario ferraro é compositor, pianista, regente de coros e diretor/produtor musical de nas áreas de música popular, teatro e cinema/vídeo documentário, tendo trabalhado junto a alguns dos mais renomados artistas brasileiros por quase duas décadas. desde que ganhou o primeiro prêmio no concurso nacional de composição "camargo guarnieri" em 2005, vem se tornando uma figura de proeminência no cenário da música clássica brasileira contemporânea.


a carreira internacional firmou-se durante sua estadia em londres para o seu doutorado em composição na city university, london (2007-2012), cidade onde muitas das suas obras foram estreadas, inclusive a ópera de câmara the moonflower (a flor da lua), em 2011.


celebrada por seus lirismo e imaginação de colorido exuberante, sua música tem sido tocada em vários países do mundo, por músicos da london sinfonietta, da royal academy of music, da london symphony orchestra, da nieuw ensemble of amsterdam, do quinteto villa-lobos, entre outros, e já foi selecionada para participar em 6 edições da bienal de música brasileira contemporânea, no rio de janeiro.


em 2012, o compositor ganhou o prêmio da secretaria de cultura do estado do rio de janeiro com o seu projeto multimídia guanabara - quadros para orquestra, inspirado nos diversos ecossistemas da baía de guanabara.


sua primeira ópera para crianças, ahaiyuta e o comedor de nuvens, estreiou em londres em 2013, e sua versão brasileira foi apresentada no rio de janeiro durante o 11o. festival internacional intercâmbio de linguagens, em setembro de 2013.


vencedor de dois prêmios no concurso “funarte” de composicão clássica 2014, com as obras trapézio (sexteto) e sambaquis (duo de piano), ambas estreiadas durante a xxi bienal de música brasileira contemporânea, em outubro de 2015.


o compositor apresentou sua terceira ópera, medeia, durante a I bienal de ópera atual (BOA), da qual foi idealizador e diretor artístico. Rio, setembro de 2016.


mario ferraro é professor de música no colégio de aplicação da universidade federal do rio de janeiro desde 2003.



rio de janeiro, october 2016.